Izzo Musical

English

DICAS - FENDER ACESSÓRIOS Captadores Ativos e Passivos

16/07/2012

 

DICAS - FENDER ACESSÓRIOS  Captadores Ativos e Passivos

DICAS - FENDER ACESSÓRIOS

Captadores Ativos e Passivos

Captadores passivos ou ativos. O que significa isso? A diferença importa muito em termos de tom e do resultado de seu instrumento; então aqui está o básico:
 
Captadores passivos: sempre foi o tipo mais prevalente. De fato, para as primeiras décadas da história do instrumento elétrico, eles foram o único tipo (os captadores eram inerentemente passivos). Na sua forma mais simples, um captador passivo consiste em um fio enrolado em torno de um ímã, que converte a vibração de uma corda de guitarra em um sinal elétrico cru e relativamente fraco (saída baixa), com o caráter harmônico do sinal dependendo em grande parte do enrolamento.

Por não precisarem de uma fonte de alimentação externa, os captadores passivos são altamente convenientes. Eles têm uma qualidade "orgânica" que lhes permite interagir mais com o amplificador e com outras qualidades de tons próprias do instrumento. Apesar de um guitarrista ter controle limitado da dinâmica do seu som, os captadores passivos produzem um tom suave, e até mesmo agressivo, com ênfase em um bom mid-range, o que é considerado altamente desejável. Seus ímãs (pólos) geralmente são

visíveis, e como captadores passivos não necessitam de bateria, as guitarras e baixos equipados com eles, portanto, não têm compartimentos de baterias.

Captadores ativos: uma inovação muito mais recente. O conceito esteve em desenvolvimento durante décadas antes de a utilização prática começar em meados dos anos 1970. Os captadores ativos utilizam circuitos adicionais para modificar o sinal, e requerem energia da bateria-normalmente uma bateria de 9 volts - alojada em um compartimento no próprio instrumento. Os captadores ativos usam um pré-amplificador que fica dentro do invólucro do captador; a idéia é enviar um sinal mais potente (saída alta) diretamente do instrumento para o amplificador. Ao contrário dos captadores passivos, os ímãs em captadores ativos ficam normalmente escondidos.
Os captadores ativos produzem um som mais alto, com mais mordida, mais sustentação e maior gama dinâmica e controle. Eles produzem menos ruído indesejado e zumbido que os captadores passivos, eliminando a necessidade de um aterramento das cordas (um fio que conecta as cordas na maioria das guitarras elétricas a um aterramento elétrico em algum lugar do circuito, eliminando o risco potencial de choque elétrico), e produzem um sinal forte relativamente pouco afetado pelo comprimento do cabo do instrumento, pelas características de entrada de amplificadores e por outras qualidades de tons do próprio instrumento. No entanto, os captadores ativos costumam custar mais que os captadores passivos, e eles se tornam visivelmente menos efetivos quando suas baterias gastas.

Os captadores ativos são populares entre os guitarristas de metal porque eles ultrapassam (override) o estágio de entrada de amplificadores de guitarra mais dramaticamente do que captadores passivos de menor saída, e funcionam muito bem com alto ganho de ampères, resultando em um som mais alto, mais forte (pense no Master of Puppets do Metallica). Os captadores ativos são especialmente populares entre os guitarristas de metal, porque eles proporcionam um som mais vivo, mais claro e de mais vigor, muito mais adequado ao estilo slap-and-pop de tocar.

Copyright 2016 © Izzo Musical. Todos os direitos reservados. » by vm2